Google+

terça-feira, 20 de outubro de 2009

No-poo (o quê?)

Então, resolvi aderir ao No-poo. Mas o que diabos significa isso?

É um movimento (até onde eu saiba começou nos States) que mostra às pessoas que dá para viver muito melhor sem o xampu e o condicionador nosso de cada dia. Pregam isso pois acreditam que os derivados de petróleo presentes no xampu nos deixam dependentes dele pois provocam ressecamento em excesso no couro cabeludo. Paranóia? Não sei mas resolvi testar. :)

Como o meu cabelo é liso, na altura dos ombros, metade fininho, metade grosso (a de cima, que que mais agredida) resolvi usar bicarbonato de sódio, dissolvido na água, no lugar do xampu e vinagre de maçã, também dissolvido na água, no lugar do condicionador.

No domingo eu usei essa solução e olha, quando ele secou por inteiro, não estava ruim, não! Um pouco mais pesado do que o normal, é verdade, mas estava limpo e sem cheiros ruins. Inclusive não fedia a vinagre também, como muita gente deve ter imaginado! E, BINGO!, com mais volume que antes, algo que eu queria voltar a ter mas não conseguia.

Receita para quem também quer testar?

1 cl. de sobremesa de bicarbonato de sódio dissolvido em 200ml de água FILTRADA
- misture bem, até a água ficar transparente de novo;
- aplique no cabelo molhado, nas raízes, esfregando com a ponta dos dedos;
- enxague tudo.

1 cl. de sobremesa de vinagre de maçã dissolvido em 200 ml de água FILTRADA
- misture bem;
- aplique em todo o comprimento;
- enxague bem.

Conforme eu for usando eu digo se ainda estou gostando ou não. Quem sabe eu não vou ser mais uma defensora ardorosa do método?

Ah, sim, não posso esquecer uma nota sobre a paranóia: uma matéria na Revista de Domingo, do O Globo, do dia 18 de outubro, falou sobre os produtos "sem sal". Opinião dos especialistas ouvidos? Puro marketing!

4 comentários:

Ana Gabi disse...

Vixi, meu cabelo não pode aderir a essas coisas não... hahaha!

Tati Belleza disse...

Carol, tenho notado que neste mundo dos blogs muitas modas são lançadas.Coisas que nunca viamos e que derrepente viram febre. Noto que se uma blogueira posta uma foto de produto ou inventa um novo "modo de vida", todo mundo faz igual. Temos que tomar um pouco de cuidado. Um exemplo disso é essa onda "NO-POO". Concordo plenamente com uma vida mais saudável, mas uma pesquisinha não faz mal a ningueḿ, no mercado existe uma infinidade de produtos ecológicos. Como falei no meu blog, a linha ÉH! é chamada de linha verde por não conter derivados e petróleo, só que com o benefício de limpar bem, cuidar e perfumar os cabelos. Além de artesã, sou cabeleireira e me preocupo com os cuidados dos cabelos assim como da minha saúde. Tenho alergía a maioria dos produtos a venda, então sempre leio as bulas e procuro produtos novos. Acho bem legal essa procura por produtos menos nocívos, mesmo porque há no mercado produtos que se forem oferecidos com uma bula mais honesta com certeza não venderiam nada. Vivemos em tempos de inovação, voltar as receitas da Bísa as vezes não vale a pena.O vinagre é bem válido porque neutraliza o efeito de produtos mais pesados que muitas vezes usamos,mas usar com frequência também vai causar danos. Notei que na última postagem vc reclama de um aumento na oliosidade dos cabelos, isso é efeito dos produtos, ou seja: ouve uma limpeza profunda deixando seu couro cabeludo ressecado e como resposta seu organismo aumentou a produção de gordura para equibrar essa lubrificação do couro e dos fios. O bicabornato de sódio deixa mesmo os cabelos mais pesados. Procure produtos verde como: éh!(www.ehcosmeticos.com.br), Natura,TAG (vendido na rede Pão de Açucar), e muitas outras.
Espero ter ajudado.
Um beijo grande!!
Tati

Carola Rodrigues: disse...

Oi Tati

obrigada pelo seu comentário! Gosto muito quando alguém se dá ao trabalho de expor seu ponto de vista, de maneira clara e calma (como esse mundo online é histérico! :)
Mas olha, eu sei que a gente tem que procurar, procurar, procurar & ler sempre os rótulos: eu mesma sou casada com um alérgico alimentar e para comprar qualquer novidade temos que decifrar o que está escrito atrás. Em restaurantes e bares é sempre uma chatisse: nunca há descrições e nos guiamos pelo achismo.

MAS eu li bastante sobre o no-poo e havia definido mudar para ele assim que voltasse de viagem, o que aconteceu.
O que também aconteceu e eu não relatei no blog (my bad) é que eu tenho passado por um período insônia horrendo, que parei de tomar pílula (o que sempre controla a oleosidade do meu cabelo e pele) e que até então estava num xampu errado para mim: seda chocolate sem sal (embora errado eu amo o cheiro dele!!!), que é para cabelos ressecados.
Então não foi (apenas) o bicarbonato e sim uma onda de esquisitices que se somaram a ele.

Quanto ao Eh! eu já experimentei e foi uma BOMBA: meu cabelo ficou horrível e eu odiei o cheiro do que seria indicado (não me pergunte pois apaguei a info), além de ficar P*** pq o bichinho é caro!

E aí somo outra coisa: uma das idéias do no-poo é dizer um NÃO SONORO a esse mercado que nos "obriga" a gastar uma grana que, em teoria, é desnecessária. Quanto mais pagar 20 reais numa garrafa pequena, como é o caso do Eh! (os da natura tb são bem carinhos).

Além disso, eu queria experimentar uma nova forma de lavar o cabelo e, quem sabe, mudar um pouco outros hábitos do meu dia-a-dia. Sei que para você soa como bobeira, mas foi o caminho que eu escolhi. :)

De novo, obrigada pelo comentário. Gostei muito, MESMO! :)

Juliana disse...

Só tem um detalhe Carol. Bicarbonato de sódio é um sal! E aí?