Google+

segunda-feira, 9 de julho de 2012

O paraíso dos armarinhos é aqui 2

Continuando o que começamos aqui, as lojas pelas quais eu passei & lembrei de tirar foto são essas aqui. Ah, sim, não sei se comentei antes, mas todas elas TÊM vitrines, coisa que aqui é impensável! 

Não peguei o nome mas, embora a loja seja enorme, era uma das que tinha menos opções de lãs puras ou fibras naturais. O dono/gerente (meu portuñol nunca me deixava saber) da loja era muito simpático

                                     
Não lembro o nome, mas trouxe "lembranças" dessa. hehe

Já essa é a Milana, a minha preferida mas, é uma percepção, a mais cara. Lá ainda tem amostras de peças (blusas, luvas, cachecóis) lindas (sério!) que você pode fazer com o material disponível. Mas eles não tem a receita nem me falaram nada sobre cursos. Também achei a que tinha mais diversidade de fibras naturais. Até Alpaca eles têm.
Outra coisa é que, segundo o blog da marca, eles são fornecedores da Novelaria, em SP.

Estante 1 

 Estante 2

 Estante 3


Já essa loja eu estou sem entender até agora: ela revende Nube, a outra "grande" marca que está nessa rua, umas três lojas depois. Os donos e vendedores são mais velhos e conhecem todo mundo que estava lá, conversavam sobre a família dos amigos, tudo muito "de bairro". Aí, como eu não era "chegada", não consegui ser atendida.

 Loja "sem nome" que revende Nube

Já a Nube era uma grande promessa: pelo site/blog, muitas lãs, muitas agulhas, eu ia lendo e me sentindo o Tio Patinhas nadando na piscina de moedas da Caixa Forte. Só que a realidade, meus amigos, é dura! A loja é entulhada de gente e ser atendido é um verdadeiro leilão. Sério, eu achava que a Caçula de Juiz de Fora era concorrida, mas aqui a coisa tomou toda uma nova proporção. Prá piorar, eu não achei as agulhas de crochê que tinha visto e os rótulos não falam nada, quando existem. Então, já sabem, para ir lá só com treinamento Jedi de paciência ou descobrir o horário de menor movimento.
Nube

Na sequência eu vi uma loja com um Cisne em cima da porta e pensei: safadinhos, nem tiraram a logo da Swarovski. Pois é, só que a loja era a nossa conhecida Cisne. tsc para mim. Entrei, loja vazia e as vendedoras me ignoraram. Saí sem nem perguntar nada.

 Nossa velha conhecida, Cisne

Essa aqui também não me lembro qual era nem ao menos se entrei. Essa eu entrei para ver se tinham uns botões que minha mãe queria. Super de bairro, também, me indicaram um armarinho algumas quadras prá baixo. A foto foi para mostrar como eles fazem questão de ter vitrine

Loja "sem nome"


Aí nessa loja aqui, cujo nome também fugiu (é, gente, eu sou semi incompetente nessas coisas) só está aqui porque eu achei as linhas da Aslan (as minhas favoritas por aqui) mais baratas (50% mais baratas) do que eu compro por aqui. Eu já sabia que os fios eram feitos em Buenos Aires por essa HLO (algo assim) mas não esperava encontrar em BANCA de promoção numa loja pequena.


 Aslan na promoção

Já essa loja (nome? cof, cof) foi outra que amei, cheia de linhas, toda fofa, mas que eu não consegui um mísero boa tarde de alguém pela super lotação da casa. De recordação ficou a vitrine interna com esses amigurumis horrendos que acabaram saindo borrados. Sérião, vi coisas legais em Bue mas amigurumis, bem, sou muito mais os meus! :)


Já a Laxul tem uma pegada mais folk, voltada para o povo andino. Na vitrine dá para ver que eles também tem vários acessórios para tricoteiros e tearzeiros (?). O pessoal foi mega simpático.


Laxul

Por último, aquele armarinho mencionado lá em cima, para achar o botão prá minha mãe? É esse aqui e, acreditem, vale passar um tempinho nele SE você gosta de botão. Ele inteiro é cheio de gavetinhas com TODO TIPO DE BOTÃO, velho, novo, plástico, marfim, vidro, cristal... E bô-bo-bonus, os filhos do dono são quem atendem e são muito bonitinhos! ;-)



Bom, gente, minha aventura foi essa.  Eu não entrei em todas as lojas e esse não é um "definitivo" sobre a rua. Fui uma vez e fiquei exausta (mesmo) com tanta coisa nova para absorver.  Vocês prometem me contar a de vocês quando forem conhecer in loco o lugar? :)

Até a próxima e vivam uma vida mais colorida!

Nenhum comentário: